França vai proibir venda de automóveis a gasolina e diesel

A França anuncia esta importante medida depois de países como a Holanda, Noruega, Alemanha e Índia terem tomado medidas idênticas nos seus países.

Depois da Volvo ter anunciado que a partir de 2019 todos os seus automóveis vão ser elétricos ou pelo menos parcialmente elétricos, chega agora a vez do Governo Francês estabelecer 2040 como aquele em que as vendas de todos os carros a gasolina e a diesel serão proibidos. Emmanuel Macron pretende assim tornar o país francês mais saudável e verde, visto que os motores a combustão (motores a gasolina ou diesel) causam muita poluição.

Se há uns anos atrás os países colocavam de parte os carros elétricos, neste momento os carros elétricos são uma alternativa muito importante para combater a poluição dos motores a combustão. Ainda não existem informações muito detalhadas desta medida anunciada pelo ministro Nicolas Hulot, contudo existem rumores que garantem que as famílias mais pobres irão receber ajuda financeira para conseguirem trocar de carro.

Além disso, o Nicolas garantiu que existe já um plano para entrar em ação para que seja possível cumprirem com esta medida até 2040. Esta medida não é uma medida isolada, visto que o ministro francês apresentou mais 23 medidas para a preservação ambiental.

Todas estas medidas são para serem implementadas ao longo dos próximos cinco anos. A par da proibição da venda de carros a gasolina e a diesel, destacamos mais duas importantes medidas. A primeira é a medida que dá conta do fim da produção de eletricidade através do carvão e a segunda é o preço estipulado para uma tonelada de carbono.

O grande objetivo de Hulot é definir que uma tonelada de carbono custará mais de 100 euros, desta forma carimba-se a poluição com um preço bastante elevado.

É notório o esforço que a maior parte dos países estão a fazer para conseguirem reduzir a emissão de poluição.

FONTE: Portal Energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.