Canal Solar em Gujarat irá produzir energia renovável e evitará 10 milhões de litros de água evaporada por quilômetro

Depois do sucesso de Gujarat, com as usinas de energia solar fotovoltaica, outros estados indianos também estão planejando a implementação em grande escala de projetos similares.

Gujarat canal superior planta de energia solar
Planta solar Canal Rooftop em construção na Índia: Vai gerar 1 MW de eletricidade por KM e economizará cerca de 10 milhões de litros evitando a evaporação da água.

O estado de Punjab, no norte da Índia, planeja montar 1.000 MW de projetos de energia solar fotovoltaica para cobrir vários quilômetros de canais nos próximos três anos. O governo do estado anunciou um alvo para cobrir 5.000 quilômetros de canais. Através deste programa, o governo espera gerar 15% da demanda total de eletricidade do estado.

Compreensivelmente, a construção de usinas de suspensas sobre o canal é tecnicamente e estruturalmente muito diferente dos projetos solares fotovoltaicos instalados nos telhados. As estruturas de montagem dos módulos solares fotovoltaicos não podem ser pesadas, pois podem afetar negativamente a integridade estrutural do próprio canal. Este tipo de estruturas são fáceis de trabalhar e com angulação facilmente configuráveis.

O governo de Punjab pediu ajuda a Lockheed Martin. A empresa com sede nos EUA firmou um acordo com este governo para desenvolver estruturas de montagem leve para painéis solares usando nanotecnologia. Estes projetos de Canal Solar são as únicas opções viáveis ​​para Punjab, uma vez que é um estado agrícola e disponibilidade de terra para grandes projetos montados no solo continua sendo um problema. Como resultado, o maior projeto solar fotovoltaico do mundo , com capacidade de 7,52 MW, foi encomendado em Punjab.

Não surpreendentemente, o estado de Gujarat tem imenso potencial de energia solar. Possui alguns dos recursos solares mais fortes do país. Ao instalar painéis solares fotovoltaicos sobre o canal Narmada, os moradores próximos de Gujarat terão acesso a energia confiável fora da rede que simultaneamente impede a perda de água através da evaporação, protegendo a água do canal do sol e do vento.

Este sistema suspenso é o primeiro de seu tipo, uma vez que é montado sobre um canal de água. Ela se estende por cerca de um quilômetro do canal, mas não toca a água. O Solar Edison teve seu projeto e engenharia comissionado em 2010. O seu design inclui 1 MW de potência sobre uma faixa estreita de uma das filiais do canal, uma vez que o principal canal de Narmada é extremamente largo. O local foi selecionado porque há estradas confiáveis ​​e acesso à rede elétrica nas proximidades. O canal também corre Norte-Sul, o que maximiza a radiação s120422035758-earth-day-india-canal2-horizontal-galleryolar incidente nos módulos e, portanto, a quantidade de energia produzida. Um benefício adicional de instalar painéis sobre a água é o arrefecimento, onde a proximidade com a água vai manter os painéis mais frios, o que melhora a eficiência na geração. Além disto, os módulos solares sobre a água terão mais produção de energia ao longo de uma vida útil, ao qual, também, será longa do que os painéis montados no solo com condições extremamente secas.

Gujarat foi o pioneiro neste tipo de projeto de Canal Solar. Além da economia de água prevenindo a evaporação e o aumento na eficiência da geração, a instalação evita altos custos de terra para locação dos módulos. Futuramente, de 7,52MWp, o projeto pode ultrapassar os 10MWp.

FONTE: Webber Energy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.