Novo presidente quer ampliar protagonismo da comissão sobre mudanças climáticas

Jorge Viana: colegiado terá papel fundamental no cumprimento pelo Brasil da agenda internacional sobre mudanças climática

Ampliar o protagonismo da Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas. Essa é a proposta do novo presidente do colegiado, senador Jorge Viana (PT-AC), eleito nesta quarta-feira (22). O deputado Daniel Vilela (PMDB-GO) será o vice-presidente no biênio 2017-2018.

Jorge Viana afirmou que a comissão mista tem como principal propósito nesse período acompanhar a agenda internacional sobre mudanças climáticas, principalmente após o Acordo de Paris. Firmado em 2015, o tratado busca reduzir as emissões de gases do efeito estufa para evitar que a temperatura do planeta suba mais do que dois graus Celsius nos próximos anos.

Segundo o presidente, os principais desafios do Brasil nesse sentido são alcançar a meta de desmatamento zero, mudar a matriz de transporte e fortalecer a matriz energética renovável. “A comissão terá papel fundamental em fazer o País cumprir essa agenda em prol do desenvolvimento sustentável”, ressaltou.

Temas essenciais
O relator da comissão mista, deputado Sergio Souza (PMDB-PR), lamentou que muitos parlamentares desconheçam a importância do colegiado. Ele lembrou que o grupo não é deliberativo, mas trata de temas essenciais para a sociedade brasileira e o planeta.

“A possibilidade de utilização do solo para produção agrícola; as dificuldades de utilização da água; e as posições globais com relação às emissões de gases nocivos à camada de ozônio são alguns dos assuntos que discutimos”, citou.

Souza informou que ouvirá sugestões de outros parlamentares para elaborar seu plano de trabalho, deverá ser apresentado em 15 dias.

Fonte: Câmara.leg.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.