Multinacional de energia solar cria estrutura que cobre demanda de ilha no Pacífico

As placas instaladas na ilha

As empresas SolarCity e Tesla desenvolveram na ilha de Ta’u, a 6.500 quilômetros da costa da Califórnia, no Oceano Pacífico, uma rede elétrica local baseada principalmente na energia solar. Essa iniciativa mudou completamente o perfil energético do local, considerado território dos Estados Unidos e que dependia de geradores elétricos à base de diesel para dispor de eletricidade.

Ta’u faz parte do arquipélago da Samoa Americana, estando localizada mais ao leste do conjunto, e com uma condição para aproveitar a energia solar, no mínimo, excelente: no geral, as ilhas de Samoa desfrutam, em média, de 177 dias de sol por ano, de 150 a 200 horas diretas de sol por mês, em todos os meses do ano. Sendo assim, a usina dolar de 1,4 MW de potência, aproveita toda essa energia procedente do sol para garantir eletricidade aos moradores, produzida de forma limpa e com abastecimento garantido.

Ao todo, são 5,3 mil painéis solares disponibilizados pela SolarCity e 60 baterias Tesla, cada uma do tamanho de um pequeno galpão. Esse conjunto de baterias solares fica 100% carregado em sete horas, fornecendo energia suficiente para até três dias consecutivos de consumo da ilha toda.

 

Fonte: Portal Solar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.