Governo cria Comitê de Inovação e Incentivo à Economia de Baixo Carbono

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco – Semas coordenou nesta sexta-feira (10/03), a 1ª Reunião do Comitê de Inovação e Incentivo à Economia de Baixo Carbono (CIIEBC), criado pelo governador Paulo Câmara no final de 2016 (Decreto 43.815 – 29/11/2016), que visa formular politicas públicas interconectadas para um novo modelo de desenvolvimento sustentável.

Reunindo 13 orgãos governamentais, o objetivo do Comitê é estimular a atração de negócios inovadores para o Estado, criando diretrizes para embasar políticas públicas voltadas para uma nova economia de baixa emissão de gases que provocam aquecimento global.

O Secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier, coordenador do Comitê, ressaltou que “a ideia é transformar Pernambuco num polo de formulação de novos arranjos ecoprodutivos, interligando múltiplas ideias, produtos e serviços inovadores, integrando empresas, poder público, centros de pesquisas e organizações não governamentais”. Serão priorizadas 7  cadeias produtivas: energia, água, resíduos sólidos, mobilidade, arquitetura e urbanismo, gestão sistêmica e educação e profissionalização ambiental.

“O CIIEBC vai apoiar a criação de arranjos inovadores em cada um desses setores, atraindo investimentos e ideias de ponta, fomentando a integração de parceiros privados, públicos e do terceiro setor, do Brasil e do exterior, para desenvolver um novo modelo de negócios, como soluções descentralizadas de reuso de água, microgeração de energia solar, mobilidade elétrica compartilhada, retrofits para prédios antigos, por exemplo. A proposta é incentivar o desenvolvimento de novos mercados inclusivos e sustentáveis, sem precisar investir dinheiro público”, destacou  Sérgio Xavier.

A instalação do Comitê vem alinhar Pernambuco às metas globais de redução de emissões de gases-estufa, definidas pelo Acordo de Paris e fortalecer a parceria firmada entre o governo do Estado, Governo da Califórnia e o Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife, para desenvolver ações de cooperação técnica e prospecção de negócios disruptivos que estejam alinhados aos objetivos globais de combate às mudanças climáticas e redução das desigualdades.

Transformar a Ilha de Fernando de Noronha em modelo de gestão sustentável e novos negócios colaborativos, interconectados e com baixa emissão de carbono é um dos objetivos da parceria. A ação faz parte do Global Leadership Memorandum of Understanding – memorando de entendimentos assinado em 2015 pelo Governador de Pernambuco, Paulo Câmara e o Governador da Califórnia, Jerry Brown e mais de 170 governos subnacionais, que compõem uma grande rede de governos comprometidos com a construção de uma nova economia de baixa emissão de carbono.“Estamos formulando arranjos inovadores que sirvam de modelo de desenvolvimento sustentável para Fernando de Noronha, mas que possam ser replicados em outros lugares e em larga escala, considerando os desafios globais de reduzir as emissões de gases que poluem nossa atmosfera e provocam as mudanças climáticas”, completa o secretário Sérgio Xavier.

O Programa busca promover ações de cooperação internacional para atrair as melhores práticas, negócios e tecnologias sustentáveis para Pernambuco e, em especial, para a Ilha de Fernando de Noronha, o CIIEBC vai ajudar na criação de uma rede integrada de soluções inovadoras, atrelando a cooperação internacional ao projeto estadual. Algumas ações desenvolvidas pela Semas para o arquipélago já estão em andamento, como reuniões com representantes da Ilha e órgãos ambientais, e a realização do workshop internacional “Energia Renovável e Inovações Interconectadas – Mercados Sustentáveis do Século XXI” , que será realizado nos dias 4,5 e 6 de abril no Paço Alfândega. O evento será realizado numa parceria com o Consulado dos Estados Unidos e contará com a participação de representantes de várias empresas e universidades americanas e brasileiras.

Além da Semas e CPRH, compõem o comitê as Secretárias de Ciência, Tecnologia e Inovação; de Desenvolvimento Econômico; de Turismo, Esportes e Lazer; de Planejamento e Gestão; de Cultura; a Procuradoria Geral do Estado; o Gabinete do Governador; a Administração de Fernando de Noronha, o Conselho Distrital de Fernando de Noronha, a Compesa e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado.

Fonte: Semas.pe.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.